O milagre da vida.

Ninguém furou, mas estamos sendo punidos do mesmo jeito. Hoje começa a semana cujos temas fora escolhidos pelo C.U., terceiro dos ganhadores do Bolão Macacos com Navalhas 2017. E para começar, C.U. aproveitou que não especificamos nada além de quem posta em qual dia para nos forçar a comentar dois vídeos linkados por ele no email de pauta. C.U. quis que comentássemos o milagre da vida em dois vídeos terrivelmente explícitos sobre partos. Nós aceitamos o desafio. E nos arrependemos assim que vimos os vídeos…

O que você precisa saber: não tem censura nenhuma, não dá pra ver no trabalho. Se você é do tipo que desmaia com sangue e cenas horríveis em geral, vai desmaiar. Se você tem estômago fraco, vai ficar bem enjoado(a). Além disso, não dá pra colocar esse vídeo num YouTube ou outro site do tipo, porque vai ser derrubado rapidamente. Está no servidor horrível do desfavor, e sugerimos que você deixe o vídeo carregando por alguns minutos antes de começar a ver mesmo. Na verdade, sugerimos que você nem veja…

Se você encontrou algum erro na postagem, selecione o pedaço e digite Ctrl+Enter para nos avisar.

O que você achou do texto?

Loading spinner

Etiquetas: ,

Comments (68)

  • HAHAHAHAHAHAHAHA!!!! Bem feito, Sally! BEM FEITO!
    Foi você que sugeriu esse mês dos leitores. E não reclama não que CU poderia ter ganhado sozinho.
    Muita frescura de vocês. Não era você que queria ser veterinária?
    Já teve coisa muito pior aqui. Teve aquele CBM do mc bin laden com aquela pança nojenta dele na cara de todo mundo que entrou aqui, mesmo quem não queria assistir o vídeo. (não, eu nunca vou deixar de reclamar disso). E também foi sugestão de leitor.

    • Não acho MC Bin Laden pior não. E, para constar, parto de cadela é muito mais digno que parto de ser humano.

      Agora você me deixou pensando: já pensou se o cu ganhasse sozinho?

      • Ah, mas veterinário não atende só cachorro. (sim, eu sei que em cidade grande é basicamente cachorro e gato). Uma vez eu estava assistindo aquele programa do Dr.Pol (já viu?) e ele estava lá com o braço enfiado numa vaca. O bezerro estava entalado aí ele veio com uma luva, tipo saco de lixo (mas não adiantou não, saiu com o ombro cheio de cocô). Depois pegou uma corrente, prendeu no bicho lá dentro e puxou. Acho que é tipo um fórceps, afinal, não dá para fazer cesariana numa vaca. Teve uma vez que a vaca teve gêmeos. Nem sabia que esses bichos conseguiam isso.

        • É, na faculdade é meio que obrigatório você enfiar a mão na vaca. Mas eu ainda acho parto de qualquer animal mais digno do que de humano, os animais parecem muito mais preparados!

  • Tive dois partos normais por escolha e principalmente por condições de saúde para isso! Ou seja, fiz ioga, exercícios pélvicos e antes e depois do parto muito Kegel. Meus filhos e meu corpo tinham a preparação para isso acontecer, o que não acontece em 99% dos casos. Muito médicos e muitas mulheres não tem conhecimento ou condições para isso. Não existe parto natural, o que existe é o respeito e o conhecimento que você tem que ter consigo. Por isso, ter um filho exige muito esforço, vontade e responsabilidade. Meu corpo voltou ao normal, maridão não tem do que reclamar! E concordo que deveriam passar o Milagre da vida em telões!

        • Sim, autoconhecimento é fundamental para tudo na vida.

          Se a mulherada parasse de falar que é tudo mágico, natural espontâneo talvez mais mulheres se preocupassem em se preparar para algo que não vai fluir “espontaneamente” e não sofressem esses danos bizarros. Repito: isso que aconteceu no vídeo NÃO VOLTA AO NORMAL.

  • Ainda bem que vcs falaram que aquilo era uma placenta. Juro que pensei que a mina tava tão estrupiada que tivesse caído algum órgão de dentro!
    E esse papo que as índias iam no riacho, tinham bebês e voltavam ilesas acho que é lenda. Ou então não se fazem mais mulheres como antigamente.
    Eu já era meio viado, depois dessa fiquei com mais nojinho de buceta.

    • Não somos índios. Felizmente. Bota pessoas comuns para fazer tudo que índio fazia e observa se eles acham “natural”

    • Eu acredito muito que de uma certa forma, sim, não existem mais mulheres como antigamente.
      Li uma matéria a um tempo atrás, que falava sobre como, ao longo do tempo, os bebês estão nascendo maiores enquanto que a proporção da pélvis das mães não teve quase nenhuma alteração (deve ter um nome cientifico para isso mas eu realmente não me lembro agora, desculpa).
      Até porque, se pensarmos do ponto de vista evolutivo, se um bebezão entalar lá no meio do mato, morre a mãe e a criança e esta não passaria os genes da mãe pra frente. Hoje o médico (e as mães) já optam pela a cesária logo de cara. Não duvido que daqui a algumas décadas o único meio viável de nascer seja via cesária.

  • O primeiro video foi ruim mas passou rápido, mas o segundo video, puta.que.pariu!!!!!!!
    Foi uma tortura o quanto demorou, nao saia nunca!!!!! Quando alguém me perguntar porque eu não quero ter filho vou falar: já viu video de parto normal?? Veja.

    Alias, ficamos no aguardo de algum obstetra passar por aqui e comentar essa carnificina.

  • What. The. Flying. Fuck.

    O que foi que eu acabei de ver?

    Como desver?

    Por onde esse perturbado andava nessas internets pra achar esses vídeos?

    Tantas perguntas

  • Dessa buceta não sai nada! Eu ja tinha plena certeza de que parir não era uma experiência que eu gostaria de passar, depois desse video a certeza quadruplicou.

        • Eu sofri uma cirurgia de emergência, com a amputação de um órgão, com uma incisão vertical, com uma incisão 4x maior que o corte da cersaria. Acredito que não seja proporcional comparar uma coisa com a outra…

          • Assim como não é proporcional comparar a recuperação do parto normal à de uma cesárea. Volta ao normal igual antes? Pode até não voltar, mas a cicatrização deste rasgo certamente é mais tranquila do que a do útero.

  • Muito bom! Ri alto aqui.
    E fora o fato de ter que explicar por que eu estava assistindo um troço desses enquanto comia (é um tipo de desafio pessoal idiota) e que eu me engasguei na hora do “parece um Kakuna”, não tive muitos problemas assistindo o vídeo.
    Talvez por já ter visto outras coisas piores, como o “Lendário” 2 girls 1 cup, por exemplo.
    Mas o que talvez faça com que esses vídeos de partos sejam piores é que, diferente do exemplo citado acima, é que o parto é pintado como uma coisa bonita, o “lindo e maravilhoso milagre da vida”.

    • “Natural”

      NATURAL

      NA-TU-RAL

      Desculpa, isso aí não é natural, isso aí força a barra, rasga o corpo da mulher.

        • Desculpa mas depois de ver esse vídeo fiz uma pesquisa exaustiva e há um consenso de que não volta a ser o que era antes…

          • Agora visualizei porque esta ficando na moda as cirurgias reconstrutivas. Eu via nos programas de tv e não entendia, ficava pensando porque reconstrução, pra que isso???
            A pessoa estraga no parto, passa por uma cicatrizacao natural que gica tudo cagado e depois paga uma fortuna pra um medico usar um laser, abrir de novo e fechar de uma maneira mais estetica.
            Cruz credo.

            • Adoro os argumentos “Aiiin, mas é natural”.

              Também é natural mulher ter pêlos no corpo todo, inclusive perna e axila, será que as madames andam peludas?
              Índio tem filho sem ajuda de ninguém? Ok, índio não escova os dentes, vamos para de escovar os dentes?

              Muita pena dos milhões de mulheres que caem nessa conversa sem saber onde estão se metendo e no final das contas acabam com a buceta feito um sashimi. Hora de começar a passar informações um pouco mais reais para as pessoas.

      • Sim. E acho que acabei dando a entender que apoio o parto “natural”, o que não é o caso.
        Antes de ver esse maravilhoso vídeo, a descrição que mais honesta que eu tinha sobre o parto normal era a que uma das minhas amigas deu:
        “Se imagine cagando uma bola de boliche. Pronto, é mais ou menos assim!”
        E depois de ver todo o processo, não posso dizer que ela está errada.

        • Se fosse só um mau momento, beleza, a gente tem raça, a gente passa por isso e vida que segue. Mas os efeitos/consequências são permanentes. Era algo que eu nunca tinha me preocupado em pensar, afinal, não faz parte da minha realidade, mas depois de ver esse vídeo fui perguntar para todos os homens (com os quais tenho a intimidade necessária) e todos me confirmaram que o estrago é de fato muito desagradável.

          Não, obrigada. Chamem de fútil, chamem de covarde, chamem do que quiserem. Jamais me sujeitaria a esse dano permanente.

      • Pior que o parto é o que esses médicos fazem, enfiando os dedos lá sem necessidade, não aprenderam que enfiar o dedo não faz o bb nascer mais rápido? Pq essas mulheres estão deitadasna posiçao mais difícil?Rasga a mulher toda e fala vamo vamo vamo, não deram um soco nesses estúpidos pq estavam fracas. Pasmem,energúmenos iguais a esses do vídeo fazem preventivo nas mulheres com essa mesma falta de consideração. Que lugar precário esse, azulejo com limo,azulejo faltando!Parto devia ser feito em clínicas e hospitais especializadas, não em hospitais comuns que tem todos os tipos de doenças. Já me internaram com virose e dividi o quarto com uma mãe e um recem nascido,descaso total.Nascimento já é complicado, mas dessa forma horrível e sem dignidade acaba dificultando o ser humano se tornar alguém decente.

        • É que em vez denunciar, mulheres insistem em postar fotinho sorrindo em rede social e dizer que foi tudo lindo, “o milagre da vida”, bla bla bla. Ninguém quer mostrar o lado ruim.

  • Hahahahahaha!
    Nunca pensei que diria isso, mas obrigada C.U.! Só essa narração da Sally e do Somir pra me fazer rir hoje.
    Confesso que fiquei um pouco enjoada, ainda mais por ter assistido depois do almoço.
    Se a semana do C.U. começou com um rasgo até o ânus (Freud explica?) imagina o que virá depois.

    • Morgana, resta rir desta piada de mau gosto que a mãe natureza reservou para as mulheres. Fico feliz que, de alguma forma, esta atrocidade em forma de vídeo alegrou seu dia, já valeu ter assistido a essa carnificina.

  • Ainda bem que tive que fazer cesária… Certeza que se Deus existe ele é troll, gravidez já é uma merda por si só, fechar com parto normal é a cereja do bolo…

  • Isso deveria ser exibido em telão no meio da rua na semana do carnaval. A vontade é costurar minha vagina com arame farpado pra nunca correr esse risco!

  • Crendeuspai! Ainda bem que nasci de cesariana. Senão eu iria me matar hoje! A vida já é uma merda, a criancinha já nasce cagada… E ainda fazem campanha pra parto natural só porque é mais barato. Natural é o caralho! Não vou parir, mas se fosse seria cesária! Tô chocada.

  • Isso as novelas não mostram!!!
    Minha buceta chorou.

    E pensar que muitas mulheres no mundo tem mais de um filho, como conseguem? Elas fazem dar a luz parecer tão simples quanto dar uma cagada pós Páscoa.

    Aguardo depoimentos das impopulares mamães.

  • Nunca mais eu vou dormir!
    Nunca mais eu vou dormir!
    Quando eu vi o apelido da criatura, achei que fosse trollada, mas pelo visto essa pessoa deve ter algum probleminha… Essa semana não vai ser fácil!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: