Processa Eu!: Lohn Jennon

O Processa eu de hoje com certeza vai desencadear muito polêmica (fiquei com inveja do sucesso do Somir no Deleta Eu). Venho falar de um desfavor que não está mais entre nós. Não, não é Clodovil, dele já falei, é de um pior ainda: Lohn Jennon (obs: Obrigada, Mark Chapman, valeu mesmo!)

Lohn Jennon sempre foi um perturbado, um débil mental, um escroto. Não vou questionar seus dons musicais, os retardados mentais podem ter aptidões, porque não? Ou por acaso ninguém aqui viu o filme “Rain Man”? Pois bem, ele era um imbecilóide que virou herói nas mãos da mídia e mais herói ainda quando morreu. Vamos chegar um pouco mais perto do mito e ver que ele não era flor que se cheire.

Papai Jennon era um marinheiro que vivia ausente. Mamãe Jennon era uma piranha boêmia cachaceira que traía o marido abertamente, sem a menos compostura. Desde que saiu da buceta da mãe, aquela coisa horrenda, magrela e nariguda via os pais brigarem. Uma recente biografia da moda conta que com 14 anos ele quase comeu a própria mãe, para que vocês tenham uma idéia de como essa mulher se dava ao respeito. Um lar saudável, não? Mais tarde, Jennon confessaria a uma de suas esposas que se arrependia de não ter feito sexo com a mãe. Mentalmente fodido é pouco.

Pois é, aos seis anos, quando a mãe fugiu com seu amante, Lohn teve que escolher se ficava com a mãe ou com o pai. Escolheu ir com a mãe, mas sua personalidade repulsiva e a personalidade piranha da mãe, fizeram com que ela se encha o saco dele e o doe para sua Tia.

Criança problemática, Lohn quase matou de tanta pancada uma menina (sim, uma menina) no colégio. Mandou a infeliz para o hospital. Parece que ele tomou gosto pela coisa, pois mais tarde se tornaria um agressor de mulheres profissional.

Sujeito violento e venenoso, Jennon conheceu sua primeira esposa no colégio, Pynthia Cowell. Ele tratou esta mulher muito, muito, muito mal. Teve um filho com ela, o que não o impedia de espancá-la. Tentou esconder de todo mundo que era casado quando começou a ficar conhecido. A infeliz escreveu um livro contando como comeu o pão que o diabo amassou ao lado desse bostinha, então, vamos aos detalhes sórdidos…

Aos 17 anos, Lohn viu Pynthia dançando com um colega de classe em uma festa. Dançando, apenas. Como era um covarde raquítico de merda, não fez nada na hora. Mas, no dia seguinte, seguiu Pynthia até o banheiro feminino, (era a única dos dois na qual ele conseguiria bater, imagina se ele teria culhões de acertar isso com o cara!) e a encheu de porrada, a ponto de bater com a cabeça dela na pia e deixá-la ali sangrando. Mandou um joinha e foi embora. Pois é, aquele hipócrita que pregava paz e amor é um mero Dado Dolabela da Inglaterra.

Certa vez, teria dito à esposa e ao filho, que ele não era porra nenhuma para ele e que teria sido concebido em uma noite de bebedeira. Outra vez, esqueceu a esposa em uma estação de trem… detalhe: era na Índia. Chifrava a mulher com meio mundo e não se dava ao trabalho de esconder.

Quando não estava espancando a patroa, Jennon se juntava a colegas para tocar em uma banda. Muitas pernadas e puxadas de tapete depois, conseguiu ter alguma projeção. A banda, Bhe Tealtes estourou e ele ficou famoso, rico e idolatrado. Praticamente um macaco com uma navalha nas mãos. Os primeiros shows foram marcados por orgias, bebedeiras e outras atividades muito corretas.

Um belo dia, a infeliz da esposa de Jennon foi viajar por um curto espaço de tempo. Perdeu Preibói! Quando voltou, descobriu que tinha sido trocada por aquele Dragão Chinês (ela é japonesa, eu sei), aquela criatura desgrenhada, baranga e de aspecto sujo que todos nós conhecemos: YoCU Ono. Curioso é ler os requintes de crueldade: semanas antes Jennon teria dito à esposa que ela era maluca por implicar com o Dragão Chinês e que o Dragão Chinês não era importante para ele, que ela era a única mulher de sua vida. Ela acreditou, coitada. Tomar chifre de um homem horrendo deve ser uma bosta. Com uma mulher mais horrenda ainda então… puta merda.

Jennon achou que estava pouco, que tinha que sujar um pouco mais seu curriculum, então, no meio do caminho, decidiu que teria uma caso com o agente da banda, Brian Epstein. O nível subia cada vez mais. Não contente, sua esposa contou que ainda queria comer Maul Pcartney, colega de banda, também. Mas Maul era espada e recusou o convite, porque era espada. Seu empresário era gay assumido e apaixonado por Jennon e ele tripudiava. Certa vez, quando estavam pensando em escrever uma biografia deste empresário, Jennon sugeriu o título “Judeu afeminado”.

Só que, um belo dia, Jennon teve um rompante e resolveu viajar dez dias sozinho com o “Judeu Afeminado”. Ninguém soube ao certo o que se passou, mas dizem que Jennon liberou seu brioco magro. A fofoca comeu solta. Um amigo deles, Dj da casa noturna onde eles tocavam, fez uma brincadeira insinuando que Jennon teria dado o roscofó nessa viagem. Jennon espancou o infeliz, que supostamente era seu amigo. Me pergunto como é que ninguém nunca deu umas porradas nessa tripa inglesa. Tão magrelo… acho que até eu poderia sair na mão com ele!

Jennon se amarrava numa violência. Se desentendeu com o primeiro baixista da banda, por outros motivos, brigou com ele e em um gesto covarde (só assim para aquele pau de virar tripa conseguir bater em alguém) chutou sua cabeça. Resultado? Sérias lesões e a morte do rapaz, aos 21 anos de idade, poucos meses depois, diretamente relacionada com essa briga. Jennon se importava? Não, não se importava. Arrumou um novo baixista e tocou o barco.

Para não perder o hábito, Jennon espancava YoCU também. Ela, por sua vez, também dava uns cascudos nele. Uma relação super saudável. O Dragão Chinês começou a envenenar o Lohn contra seus colegas de banda e ele, como bom frouxo covarde que era, começou a querer viver em um mundinho só deles. Chegou a declarar que eles eram praticamente a mesma pessoa. Saudável, hein Campeão?

E por falar em declarar, disse que sua banda era mais famosa que Jesus Cristo. Modesto, hein? Depois dizem que Mark Chapman era transtornado. Transtornado é quem idolatra esse bosta egocêntrico covarde e espancador. Mark Chapman é um sopro de lucidez no meio das zebras.

O cara tava se achando. Se achando? Não, ele não se achava, ele se tinha certeza. Rompeu com os colegas de banda e foi para uma carreira solo vergonhosa.

O Dragão Chinês declarou que Lohn tinha tesão em Maul, seu colega de banda. Povo moderninho, né? Eu não continuaria com um homem que tem tesão no amigo. O pai de Jennon conta que o filho o hospedou em sua mansão, estava tudo ótimo, até que um dia Lohn surtou, mandou ele embora vomitando mágoas e descreveu com detalhes como o mataria se ele voltasse a procurá-lo. Comer a mãe e matar o pai… Alô? Freud?

Mas YoCU não foi a única responsável pela briga da banda, justiça seja feita. A vaidade galopante de Jennon contribuiu. Com o tempo, Maul, mesmo sem perfil de liderança, por ser muito bonzinho e pacato, começou a se destacar. Tudo quanto era música que estourava era dele. Jennon começou a ficar nervoso e começou a brigar. Competia em tudo, até mesmo nos desfavores. Quando Maul disse a uma revista que havia experimentado LSD, Jennon ficou putinho, porque ELE queria ter dito isso primeiro e ter seu nome ligado à fama de drogado. Olha que bacana, competindo para ver quem tem mais fama de drogado! Nessas horas me pergunto se Rafael Pilha poderia ter sido um Teatle.

Jennon fez YoCU listar todos os homens com os quais já havia feito sexo, e depois proibiu-a de continuar sendo amiga deles. YoCU ficou sem amigos (como tem barangueiro nesse mundo, não?). Muito amor, muita liberdade. Faz-me rir, Jennon, seu hipócrita do caralho! Claro que a clausura só valia para ela. Ele, por sua vez, teve um caso até com a secretária de YoCU, Pay Mang.

Enquanto a multidão cega idolatrava este imbecilóide, criminoso, espancador, assassino, covarde, um sopro de inteligência se fez notar: em 08 de dezembro de 1980 Mark Chapman deu uns tiros de 38 (revólver de atirar em sogra e em amigo, diga-se de passagem) em Jennon, calando de uma vez por todas essa boca arrogante e imbecil. Dá para acreditar que prenderam o cara? Eu teria dado uma medalha, mas tudo bem. Relatos médicos dizem que ele morreu após perder 80% do seu sangue. Morreu facinho, né? Traficante carioca leva dez tiros e vai andando para o hospital. Será que ele gostou quando finalmente a covardia foi COM ELE?

Lohn Jennon era um babaca, arrogante, hipócrita e transtornado que passava mensagens comerciais ao mundo, da boca para fora. Eu sempre digo que palavras são muito fáceis, cada um fala o que quer, mas atos… ahhh os atos! Eles dizem tudo! Jennon era uma fraude, um desajustado social, que se não tivesse aptidão musical estaria preso desde os 20 anos. Porque tem essa: se é famoso, é apenas “excêntrico”, se é pobre, é um “vagabundo marginal”.

Drogado, idiota, pernóstico, criminoso, feio e covarde. Um desfavor ambulante. E olha que falou espaço para falar muita coisa desse bostinha. Mais bostinha do que ele, só quem o admira. Quem o admirava na época eu não culpo, porque esse lado negro era camuflado e abafado, mas quem o admira ainda hoje, como ser humano, tem minha presunção de analfabetismo.

Para me xingar por falar mal de um homem tão bom, tão correto e tão ético, para me ameaçar de morte e para sugerir nomes para os próximos Processa Eu: sally@desfavor.com

Se você encontrou algum erro na postagem, selecione o pedaço e digite Ctrl+Enter para nos avisar.

O que você achou?

Loading spinner

Comments (40)

  • Mais um fato podre desse grande desfavor suíço que está na reportagem sobre a morte da primeira mulher de Jennon, Cynthia:

    No fim dos anos 1960, Yoko Ono já tinha entrado na vida de Lennon: certa vez, Cynthia dizia, chegou de viagem e encontrou os dois sentados no chão, vestindo roupões, olhando-se, numa espécie de ritual. Lennon tentou despistar, mas logo trocou a velha companheira pela nova, não sem antes pedir que um amigo, Alex, tentasse seduzir Cynthia, para que depois ele pudesse processá-la por adultério. Ele também ameaçou acusá-la de tê-lo traído com o italiano Roberto Bassanini (que depois, de fato, se casaria com ela), mas desistiu.

    Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/cultura/musica/morre-cynthia-lennon-ex-mulher-de-john-lennon-15753156#ixzz3YuAAg0sS
    © 1996 – 2015. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

    O que você achou?

    Loading spinner

  • Que isso, não sabia que esse cara era tão desequilibrado assim. Queria a mãe, os amigos, vai ver bateu na namorada porque queria o cara que ela dançava também.
    O melhor são os comentários te xingando. Tudo bem gostarem das músicas, mas ser fã de alguém, essa idolatria, não acho normal não.

    O que você achou?

    Loading spinner

    • Mesmo que idolatre, se importar com o que uma total desconhecida escreve a esse ponto é medíocre e radical. Querer calar a boca de quem pensa diferente é típico desse tipo de gente.

      O que você achou?

      Loading spinner

  • não é verdade que o lennon chutou a cabeça do Sutcliffe. na verdade, segundo a wikipédia, ele fez foi afastar os agressores… tsc tsc

    O que você achou?

    Loading spinner

    • Se VOCÊ não concorda, então deve ter alguma coisa errada com a autora do texto, não é mesmo? Universo Umbigo.

      Filho, se não gosta, não leia e não volte. Ler e vir aqui choramingar nos comentários é patético.

      O que você achou?

      Loading spinner

        • Poxa… eu tenho uma novidade para você! Você NÃO FAZ O QUE QUISER, porque aqui você não pode postar mais!

          O que você achou?

          Loading spinner

          • Vai ver o faniquito é porque o Intestiano disse que foi “Deus” que matou Lohn Jennon. Ai tá querendo extravazar aqui, entende?

            O que você achou?

            Loading spinner

            • Sei lá, não ando com muita paciência para faniquito não. Fica uma bela lição para quem acha que pode fazer o que quiser onde quiser: NÃO PODE, alguns lugares ainda estipulam limites.

              O que você achou?

              Loading spinner

  • A quantidade de palavrões e baixarias no texto tornou realmente um desafio lê-lo até o final. E é complicado considerar boatos e especulações como verdade absoluta. Assim, não sou mega fã do Lennon, mas também acho que você resolveu aloprar jogando no ventilador uma série de coisas não provadas. O cara era um profundo babaca sim, mas pelo visto você também é, e tem um povo que também te idolatra. Sugestão: faça um post sobre a sua vida, ou convide alguém a fazê-lo. Mas só vale se o autor resolver considerar tudo o que falam a seu respeito, sendo verdade ou não, tá?

    O que você achou?

    Loading spinner

  • Amg, essa história de fazer trocadilho com os nomes (YoCU? Quantos anos você tem, 13?) exclui qualquer possibilidade de ser ouvido.

    O que você achou?

    Loading spinner

  • Só quer aparecer e fazer provocações inúteis difamando um DEUS, baseando-se em biografia de um cretino qualquer que quis lucrar em cima de um ídolo reconhecido.

    Baumann disse que a única coisa universal é a diferença. Esqueceu dos Beatles.

    Pra completar o seu despeito só falta agora vir desancar Goão Biljerto.

    O que você achou?

    Loading spinner

  • Sally, a acusação que vc faz de ter Lennon matado a pancadas o primeiro baixista da banda não tem fundamento algum, cheque sua fontes melhor. Parte das coisas que vc diz a respeito de Lennon é sim verdade, mas vc omitiu muitas outras que poderiam ser ditas a seu favor; vc leu provavelmente "Lennon – a vida"
    biografia de Phillip Norman e extraiu dela só o que vc quis ver em sua ótica distorcida.
    Omitiu as pessoas que John ajudou, amigos, artistas, presos políticos, etc
    Omitiu que Lennon casou-se com Cinthia apenas por ela estar grávida, imposição moral típica da época, e que em grande parte a infelicidade no relacionamento se deveu a isso;
    Afirma que John espancava Cinthia direto, o que é mentira, na sua biografia Cinthia afirma categoricamente que John só se descontrolou e a agrediu-levemente, nada de espacamento- uma vez, no colégio.
    vc aceita de bom grado as especulações que Norman faz de que Lennon era bissexual, e as dita em tom de verdade absoluta,o que é pura tendenciosidade sua.
    Omitiu que Lennon nos meados dos anos 70 isolou-se 5 anos da vida pública e artistica e passou a se dedicar a criar o filho caçula, o que não condiz com a imagem de idiota insensíve, que vc se delicia em propagar.
    Omitiu que Lennon era inseguro e plenamente consciente de suas falhas, que em sua ultima entrevista ele diz "que nem sempre foi uma boa pessoa, que queria ser a partir daquele instante tão bom como Cristo na medida do possível, como Gandhi na medida do possível-

    Que esse Mega Deus em que Lennon se transformou depois da morte é uma idéia falsa, isso não questiono, mas os fatos devem ser ditos com cautela e com fundamentos, sobretudo com educação, se vc quer se fazer ouvida.

    O que você achou?

    Loading spinner

  • Aonde vc aprendeu a perder tempo para falar mal de artistas, sua filha da puta.

    Você não vai conseguir nada desmestificando artistas com argumentos mentirosos e fantasiosos.

    Vai estudar sua vagabunda ordinaria porque para colunista você é um tremendo lixo.

    O que você achou?

    Loading spinner

  • Genial, sim. Daqueles que chamam um verdadeiro gênio pra tocar ao vivo, pega o tema de tal pessoa e credita com outro nome e como sendo de autoria própria.

    O tema era King Kong, do Frank Zappa.

    John Lennon? Pff.

    O que você achou?

    Loading spinner

  • Sally, menina bobinha.
    Vc é fã do pequeno príncipe?
    Cresceu vendo o programa da Xuxa?
    Acha Ivete Sangalo maravilhosa?
    Pô, Sally, não sei tua idade. Se tiver mais de 25, vai ser difícil deixar de ser babaca.
    Torço pra que tenha menos. :>)

    PS: Só os idiotas só enxergam a dor e não veem a beleza alheia.

    Grande Lennon! Provocador, anárquico e genial.

    Jose Henrique

    O que você achou?

    Loading spinner

  • eu AMO The Beatles.. nao tenho um preferido em especial.. gosto das musicas…
    nunca gostei do John Lennon… agora gosto menos ainda.. nao gostava pq nao ia com a cara mesmo.. eu nao sabia que ele era tao escroto!!

    Fale do Renato Russo..rsrs (nao gosto dele tb u.u, mas muitas pessoas o idolatram!!)

    O que você achou?

    Loading spinner

  • Faça uma análise do perfil dos leitores do blog e ataque uma figura que a maioria deve admirar.

    (Fale mal do Lula!!! hahaha)

    O que você achou?

    Loading spinner

  • Backstreet Boy?
    POxa sally só não fala mal do nick tá?rsrsrsrs…
    Ah nunca me interessei por The B..[?],nada a acrescentar,masssssss eu tenho um clipe sei lá o que é aquilo,que a japa aparece toda triste chorando a morte dele,conta a “historinha” dos dois[me mata eu adorava o clipe…rsrs]Parecia tão,tão..romantico…

    O que você achou?

    Loading spinner

  • Foda, Deja. Tentei criar alguma antipatia esculhambando uma pessoa que já morreu, mas o povo realmente não tá nem aí…

    Vou tentar bater no Brad Pitt ou em um Backstreet Boy para ver se as zebras migram para cá para me ofender…

    O que você achou?

    Loading spinner

  • Desse jeito faz parecer que John Lennon é o único gênio desequilibrado e a única figura pública metida em escandalos [e ainda comparar valores de épocas diferentes]. Faz até parecer que o John Lennon foi um filho da puta desalmado cujo único legado foi ‘Imagine’

    […]É um mero Dado Dolabela da Inglaterra.
    E BTW, isso foi baixaria, até para esse blog.

    O que você achou?

    Loading spinner

  • Nunca gostei dele mesmo.

    Meu favorito sempre foi o George. Também fez lá as suas merdas, mas morreu em paz com ele mesmo, assim creio eu.

    Lennon era megalomaníaco e eu tenho asco destes tipinhos.

    O que você achou?

    Loading spinner

  • Sally,

    Quanto à Yoko Ono, na verdade, o nome dela é só Yoko…

    “Oh, no!!!!” foi o que os outros Beatles disseram quando viram a beleza dela pela primeira vez…

    Suellen

    O que você achou?

    Loading spinner

  • CL, eu acho muito grave o chifre, independente de esconder ou não. O fato é que se tratava de uma pessoa PÚBLICA, famosa, portanto, a publicidade do chifre é um agravante porque O MUNDO TODO ficou sabendo! Claro que também seria grave sem dar publicidade, mas, nesse caso, foi pior ainda!

    Obrigada pela observação, poderia ficar parecendo que eu acho que chifre escondido não é errado.

    Outra coisa: discordar do blog é EXTREMAMENT SAUDÁVEL, sinal de que você é uma pessoa normal e com bom senso!

    O que você achou?

    Loading spinner

  • Sally, eu acompanho o blog a algum tempo. E nesse processa eu, nessa passagem:

    “Chifrava a mulher com meio mundo e não se dava ao trabalho de esconder.”

    Me parece que você considera que o fato de esconder da mulher que a trai, ameniza o fato em si. Isso me parece tão a teoria do Somir em que ele diz que se ninguém está vendo, então não é nojeira.

    Só queria comentar isso. Ah, adoro o blog. Embora discorde de algumas coisas.

    bjão.

    O que você achou?

    Loading spinner

  • Bom, eu curto os The Biteus desde os 8 anos, quando meu pai me deu uma fita K7 com 60 músicas.

    Mas meu preferido sempre foi o Paul. Não sei, talvez por acha-lo mais bonito ou descobrir que todas as músicas que eu mais gostava eram dele e não do outro.

    Toooda história tem mil lados, e olhando pelo seu, realmente dá mais nojo ainda. Até porque ele tentava desesperadamente passar uma mensagem de PAZ, mesmo praticando a violência.

    Falo que toda história tem mil lados pois alguém poderia falar sobre os mesmos atos cometidos por ele e, ainda assim, acha-los lindos e justificáveis. Poderia ter sido uma versão protecionista ao mito.

    Mas tu jamais o faria e por isso ganhou minha admiração. Pois, por mais justificável que seja bater em determinadas mulheres ou homens(hehehe), para um hippie que vivia imagining all the people living life in peace, a história dele NÃO TEM JUSTIFICATIVA (além do retardo?!).

    E ele era muito, MUITO, feio.

    O que você achou?

    Loading spinner

  • Rosa, é sério sim. Não tirei nada do que escrevi aqui da minha cabeça, pesquise e verá.

    E é para rir sim, RIR DA CARA DE QUEM IDOLATRA ESSE MERDA. Como músico não o questiono, mas como ser humano, era um desperdício de sangue.

    O que você achou?

    Loading spinner

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: