Autor: Somir

Se as coisas continuarem do jeito que estão, em uns 50 anos, de cada 5 bebês que nascerem, dois serão africanos. Outros dois serão asiáticos e o resto do mundo vai disputar o restante. E a tendência depois disso é que a África passe para o primeiro lugar isolado. A nova fronteira da humanidade é justamente o continente onde tudo começou. Como isso é possível? Bom, como de costume nos últimos tempos, as coisas não param de mudar.

Continue lendo

Agora vai. Ano novo, tenho certeza que as pesquisas que caíram aqui no desfavor vão provar que o brasileiro médio está melhorando, certo? Então, com a certeza que não vamos nos decepcionar:

porque sempre me apaixono por mulheres loiras
Porque o seu pau é nazista.

Continue lendo

Semana passada, a nova Ministra da Cidadania do governo Bolsonaro viralizou por causa de um canto emocionado sobre as cores que cada criança deveria vestir de acordo com seu sexo. É uma imbecilidade achar que isso ajuda de alguma forma a sociedade? É. Mas entre num campo de tamanha obviedade que por si só nem valeria um texto. Hoje eu quero tratar de outro ponto: como diabos acabamos com uma pessoa assim no governo?

Continue lendo

Stella suspira ao ver o horizonte desaparecendo mais uma vez pela janela de seu minúsculo apartamento. A vista foi uma das tantas promessas vazias do operador que lhe vendera o local meses atrás. A impossibilidade de trazer os amigos para uma visita ou mesmo ter um animal de estimação já era incômodo suficiente. Ver as grandes montanhas perdendo a definição no horizonte antes de desaparecem completamente, levando consigo quase toda a cidade até poucos quarteirões dali sugaram o resto da empolgação com sua compra mais recente: um sonho.

Continue lendo

Vitimado mais uma vez pela histeria punitiva de Sally e seus minions, cá estou eu tendo que violar meu senso estético analisando comerciais de TV que vocês julgam ruins. Recebi uma lista de indicações, e tentei eliminar os que obviamente não eram comerciais de verdade, já que vocês todos parecem incapazes de diferenciar paródias da realidade. Sem mais delongas:

Continue lendo